Testemunhos

peregrinar: onde o céu e a terra se juntam

Peregrinar é uma forma de procurar, de avançar, de olhar o horizonte essa linha onde a Terra e o Céu se tocam. Peregrinar é empreender uma viagem. É também uma forma de olhar para dentro. Peregrinar é uma atitude tão antiga quanto a existência do Homem. Peregrina-se em África, nas Américas, no Próximo no Médio e no Extremo Oriente. Peregrina-se na Europa. Todas as grandes religiões consideram a peregrinação como uma via de conversão desde que empreendida com inquietação e espírito de busca.


nem sempre em paz…

Fui a Fátima duas vezes. Da primeira vez caminhei com as pernas. Fiz toda a jornada com a alegria do principiante, sem dor, sem temor, sem nada, como se apenas chegar fosse o essencial.
Da segunda vez caminhei com o coração, a viagem foi mais dorida, mais sofrida, mais intensa, porque me encontrei a sós e nem sempre em paz. Revoltei-me com a mente que me pregava partidas, o corpo esse aguentava como o tinha feito da primeira vez. “Ó Senhora Minha .. Ó Minha Mãe… ” e cantei e chorei, e convulsivamente entreguei-me no colo da mãe que me recebeu de braços abertos mesmo quando eu não merecia. Eu ainda não mereço esse aconchego na chegada… ainda não o mereço, mas este ano vou de novo, com as pernas, com o coração, nem sempre em paz, mas sei que quando lá chegar tenho os braços abertos à minha espera, mesmo que eu não mereça…
Bem hajam todos os que comigo caminharam… mesmo aqueles com quem eu não soube caminhar… e a esses as minhas desculpas.


A Minha Peregrinação

“Foi em Agosto de 2011, para a grande peregrinação dos emigrantes, que fiz a minha primeira peregrinação. Fiz-me acompanhar pelo João, que levava a mesma intenção que eu: querer conhecer e experienciar algo que não fazia parte do nosso imaginário.
Partilhei experiências com peregrinos cansados, saturados, magoados com a viagem e com a vida. São dias onde elevamos o espírito a uma carga emocional muito forte, principalmente por parte das pessoas que vão pagar promessas. Muitas vezes os caminhos da fé são tortuosos. Nem todos os conseguem percorrer com a mesma facilidade, de uma assentada.
Desde pequeno que tenho uma grande admiração pela minha avó e nada melhor que a recordar, com a companhia do seu terço. Sempre sorridente, embora adiante que “isto é complicado”… são as pernas inchadas e as bolhas nos pés… senti músculos que não sabia que existiam no meu corpo. Muitas vezes apertei o terço contra o coração tentando entender o que é a Fé… pedia forças pois sabia que sozinho não podia caminhar.
No Final… dentro do recinto do Santuário…deitei-me no chão…olhei para o céu cerca de meia hora… e por dentro manifestava-se uma alegria diferente, sóbria… Finalmente na minha vida estava a descansar por dentro. Bem sei que só peregrinei…ainda… uma vez, mas foi o essencial para se compreender os estados de espírito que pairam no Santuário.
Tenho uma certa saudade da minha Peregrinação…”


Peregrino em Caminho…

Peregrino em Caminho…
Tanto para andar e tanto para caminhar.. Sei que é este andar que me faz subir e ser apelidado de peregrino.. Estou entre montes, vales e costa.. Vejo a serra, vejo o mar e tanto caminho para chegar.. A direcção será por certo Ultreia e mais além et suseia.. Aos antigos pergunto sempre foi sempre assim a caminhar… Poucos oiço e o vento nada me diz, mas ao fim de cada dia me reecontro comigo e chego sempre algo estafado e suado, mas sempre alegre e feliz com os votos de levar a boa nova do peregrino em caminho.. Pace in terris…


Pace in terris..

estou em vésperas de partir em peregrinação a Santiago.. Vou a pé e só.. levarei deus por perto e a Virgem no´meu peito… A todos anuncio o meu peregrinar de cerca de 200 quilómetros, levarei uma intenção e convido a todos sem excepção a fazer algo.. Levo um voto no meu coração, levo um voto na minha alma “pace in terris”, lembram o Papa João XXIIII, papa que venero e amo… Peço encarecidamente algo simples e singelo pela nossa paz.. um beijo, um abraço, um afago, uma esmola, um sorriso, a um pobre, a um rico, a um inimigo ou amigo.. Façam algo e lembrem que alguém estará em caminho por montes e vales e leva intenção e voto de pedir a Santiago e a à Virgem a sua intervenção proporcionando um pouco de paz nesta terra que é a nossa casa… Bem haja…


« Pag. 1, 2, 3»